FOI PRECISO AO HOMEM MUITO TEMPO PARA SE ELEVAR ACIMA DA NATUREZA!

TODA A ARTE É CONDICIONADA PELA SUA ÉPOCA... De Ernst Fischer
















terça-feira, 12 de janeiro de 2010

O MEU LIVRO DE NOVEMBRO


"A CONSPIRAÇÃO CONTRA A AMÉRICA"
O MEU LIVRO DE NOVEMBRO

De: Philip Roth



















Este Livro foi escrito em 2004, mais de 60 anos após os acontecimentos que provocaram a Segunda Guerra Mundial, com Hitler a intensificar a monstruosa perseguição aos judeus e o governo nazi a preparar os tenebrosos campos de concentração onde foram exterminados milhões pessoas inocentes apenas porque pertenciam à comunidade judaica. O Holocausto marcará assim o século XX, como uma das tragédias mais dramáticas da história da Humanidade.
Fhilip Roth, nasceu em 1933, na América, na cidade de Newark, de origem judaica, tem dedicado muitos dos seus livros e ensaios, à problemática da exclusão dos Judeus em muitos países do mundo. A “Conspiração Contra a América” tem como tema a vitória (virtual), nas Eleições Americanas de 1941, de Charles Lindbergh, um perigoso populista que ganhou fama de herói pelo facto de ter concluído com êxito o primeiro voo transatlântico, ligando Nova York a Paris.
Intitulando-se o salvador da Pátria com o falso propósito de afastar a América do conflito que já alastrava a todos os países da Europa, Lindeberg um confesso simpatizante do nazismo, começou uma perseguição à vasta comunidade judaica, perseguindo e assassinando os seus melhores líderes, corrompendo os mais fracos e isolando os mais fortes.
De certa forma, este Livro de desesperança de medo e de opressão, com a maioria do povo americano duplamente enganado por uma enorme farsa levada aos extremos pelo populismo demagógico de um verdadeiro fanático anti-semita e pró-nazi. Enquanto prometia evitar que os jovens americanos entrassem na guerra, tomava declaradamente posições contra os aliados, chegando a ameaçar o Canada. No cúmulo da hipocrisia falava de Paz, mas fazia a guerra mais suja e criminosa, contra uma minoria étnica no seu próprio País.
Mas o mais trágico deste livro de pura ficção(!) é a de que não só tudo poderia ter acontecido, transformando em realidade os planos de loucura e de tragédia para o povo americano e para todos os povos do mundo, como ainda nos dias de hoje, a humanidade não está completamente livre de aparecer um líder semelhante a este Lindberg que com um populismo radical e extremista destrua tudo o que de bom se construiu por um mundo melhor, mais tolerante e mais humano e em Paz.
O Livro de Philip Roth tenta avisar-nos e convida-nos a estarmos alerta contra todas as formas de intolerância. As “cores” com que nos descreve as cenas mais dramáticas, podem não cativar alguns leitores, mas em minha modesta opinião, o facto desta obra ter sido escrita em data muito recente, o autor de forma muito hábil e eficaz quis lançar um “Alerta Geral” para nos precavermos contra os Populistas, os Demagogos e os Fundamentalistas de todas as espécies.
CV- Dezembro de 2009
Martins Raposo
APONTAMENTOS: Philip Roth é hoje considerado um dos melhores escritores da Literatura Mundial, tendo sido premiado com o Prémio Pulitzer em 1997, com o seu livro “Pastoral Americana”. Em 2002 ganhou a Medalha de Ouro da Ficção, atribuído plea Academia Americana de Artes e Letras.
 “A Conspiração contra a América”, recebeu o prémio da Sociedade de Historiadores Americanos, pelo “excepcional romance histórico sobre um tema americano”.
Recentemente recebeu dois dos mais prestigiados prémios do PEN/Nabokov em 2006 e o PEN/Saul Bellow em 2007.
Adeus Columbus, O Complexo de Portnov, Diário de uma Ilusão, Casei com um Comunista, Pastoral Americana, o Animal Moribundo, Homem Comum, Teatro de Sabath, são alguns dos Livros da sua extensa obra literária.
FONTES: Wikipédia, Portaldaliteratura e Wook.





Sem comentários:

Enviar um comentário