FOI PRECISO AO HOMEM MUITO TEMPO PARA SE ELEVAR ACIMA DA NATUREZA!

TODA A ARTE É CONDICIONADA PELA SUA ÉPOCA... De Ernst Fischer
















quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

UM ACONTECIMENTO HISTÓRICO EM CASTELO DE VIDE

1ª. CONFERÊNCIA INTERNACIONAL
SOBRE OS B’NEI ANUSSIM

EM CASTELO DE VIDE


Foi sem dúvida alguma um acontecimento de grande relevância histórica a realização em Castelo de Vide, da 1ª. Conferência Internacional sobre os B’Anussim –“Restaurando a Herança Perdida” que teve lugar no Cineteatro Mouzinho da Silveira, nos dias 3 a 5 de Dezembro de 2010.
A organização deste evento esteve a cargo da Câmara Municipal de Castelo de Vide, com os apoios do E.R.T – Alentejo, do Netivyah (Israel) e Abradjin (Brasil) e contou com a participação de dezenas de Conferencistas e de altas individualidades civis e religiosas de vários países.
Para além de Portugal, Israel e do Brasil, que apresentaram o maior número de conferencistas, estiveram representados vários países de todo o mundo, como o Japão, a Coreia do Sul, China, Estados Unidos, Alemanha, Finlândia, Espanha e Holanda,

O primeiro dia, foi especialmente dedicado às apresentações e agradecimentos recíprocos dos Organizadores, iniciados os trabalhos com o discurso do Sr. António Nobre Pita, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Castelo de Vide, seguindo-se as intervenções de Joseph Shulam, Presidente do Netivyah, ambos destacando o papel do acolhimento histórico que os Castelovidenses, tiveram para com os judeus expulsos de Espanha.
Seguiram-se as intervenções de Marcelo Miranda Guimarães, Fundador e Presidente da Abradjin, do Dr. Cristóvão Crespo, Deputado da Assembleia Nacional, do Sr. João Leite, Deputado do Estado de Minas Gerais, do Dr. José Oulman Carp, Presidente da Comunidade Judaica de Lisboa, do Sr. Ceia da Silva, Presidente da E.R.T. Alentejo e de outros convidados especiais dos EUA, Japão, Coreia do Sul e China.

Tivemos ainda o prazer de ouvir o hino “Kablat Shabat” , apresentação musical com o acender das luzes de Hanukan. A encerrar este primeiro dia da Conferência ouvimos o Sr. Joseph Shulam explicar os objectivos traçados no projecto “Restaurando a Herança Perdida”.
No segundo dia o maior realce vai para a cerimónia do lançamento do Livro “ Grácia Nasi”, escrito por Esther Mucznik, famosa pelos seus estudos publicados, sobre as questões judaicas, que numa linguagem acessível e envolvente, nos descreveu em síntese o percurso da corajosa e humanista heroína que dá o nome ao seu livro.
Foi muito importante o discurso do Sr. Carolino Tapadejo, que em linhas gerais da fez um brilhante
resumo da história da Comunidade Judaica em Castelo de Vide que se implantou a partir do Sec. XIV, aumentando a sua população com a perseguição movida pelos Reis Católicos de Espanha.



Castelo de Vide – disse - "foi sempre uma terra de tolerância que ao mesmo tempo beneficiou com o saber e as artes praticadas pela comunidade judaica que contribuiu decisivamente para o desenvolvimento económico local. Aqui nasceram nomes de grande importância na ciência e nas letras, tendo como expoente máximo, a figura do grande Cientista, Garcia d’Orta".
Carolino Tapadejo, prestou ainda, uma sentida homenagem a Aristides de Sousa Mendes pedindo a presença no palco do seu neto, António de Sousa Mendes que continua lutar pelos ideais que o seu avô sempre pugnou, em defesa do povo judaico.


O Padre Vítor Milícias, reforçou as palavras de Carolino Tapadejo, pelo que conhece da história desta linda terra, que à muito tempo o cativou, pelo seu importante património religioso e no bem receber das suas gentes. Falou ainda da Igreja Católica e na política que tem vindo a ser seguida, de grande tolerância para com todos os credos e religiões, com destaque especial para as Encíclicas dos últimos Papas e a intervenção de outras personalidades da Igreja que têm feito um grande esforço  de aproximação e reconciliação.



O último dia, estava reservado para os Conferencistas e Convidados visitarem a Judiaria e a Sinagoga, mesmo o mau tempo que se fazia sentir, não impediu a alegria e boa disposição de todos que se despediram muito sensibilizados pelo acolhimento simpático com que foram recebidos.
Durante três dias Castelo de Vide, foi a “Capital”, dos B’NEI ANUSSIM (FILHOS FORÇADOS OU MARRANOS), com intervenções de grande importância, relatando os aspectos mais importantes da sua história. É justo salientar o empenho e o esforço que a Câmara Municipal de Castelo de Vide, efectuou e a excelente organização deste evento que decorreu na perfeição e com o agrado de todos os intervenientes.
Para além do Sr. Presidente da Câmara, Dr. António Ribeiro que deu todo o apoio e entusiasmo a este evento, registe-se para além das já citadas intervenções do Sr. António Nobre Pita, Vice-Presidente da Câmara Municipal e do Senhor Carolino Tapadejo, a presença constante com que acompanharam os altos dignitários da Família Judaica Internacional, os Convidados e os Conferencistas, em todos os momentos da sua estadia.
Castelo de Vide pode orgulhar-se de ter contribuído para que fique registado na história dos B’nei Anussim, um dos momentos mais importantes da nossa época, neste encontro de Associações judaicas de todo o mundo que comungam do mesmo espírito religioso.
Para terminar, e, sem desmerecimento da Organização, apenas uma nota de surpresa pela  ausência dos Castelovidenses que por razões que não compreendo, não compareceram com o número suficientemente digno, que esta iniciativa obrigava. O tempo se encarregará de esclarecer este aparente desprendimento, por esta Conferência que dizia respeito a muitos de nós, descendentes legítimos da comunidade judaica da nossa terra.
CV-18.12.2010
Martins Raposo
NOTAS: Retiradas da própria Conferência e das Informações entregues aos convidados.

Sem comentários:

Enviar um comentário