FOI PRECISO AO HOMEM MUITO TEMPO PARA SE ELEVAR ACIMA DA NATUREZA!

TODA A ARTE É CONDICIONADA PELA SUA ÉPOCA... De Ernst Fischer
















sábado, 21 de julho de 2012

ERNEST HEMINGWAY
UM DOS MELHORES ESCRITORES AMERICANOS 

Hemingway, é um dos grandes escritores americanos por quem nutro uma profunda admiração e respeito pela sua obra de incomensurável valor. Já em tempos escrevi sobre o seu livro “O Velho e o Mar” que na altura associei a uma grande figura de quem fui amigo e que morreu em circunstâncias trágicas na Foz do Rio Kwanza, em Angola. Mas hoje não se trata de falar do António Luís, foi um dos melhores pescadores de espadarte em toda a África Austral. Morreu tentando salvar o Pai, na rebentação do Rio.


O “Papa Hemingway” viveu furiosamente, ardendo de paixões desenfreadas por belíssimas mulheres. As suas aventuras ficaram inscritas nos seus livros que são ao mesmo tempo um documento fantástico sobre uma época e sobre os acontecimentos mais marcantes do Sec. XX, como foi a Guerra Civil Espanhola que registou no livro “Por quem os Sinos Dobram” e da IIª. Grande Guerra, com o livro, “O Adeus às Armas”. Em Espanha apaixonou-se pela tauromaquia e conviveu de perto com os mais famosos toureiros. Desta sua experiência resultou o livro “O Sol também se Levanta”. Gostava de pescar e de caçar, o seu livro “As Verdes Colinas de África”, reproduzem cenas de caça inigualáveis.

                                                                               


Ernest Hemingway foi um escritor que abraçou causas nobres tendo sofrido alguns reveses e perdido algumas amizades, pelas suas opções corajosas.


Hemingway, nasceu em Oak Park, no dia 21 de Julho de 1899 e suicidou-se no ano de 1961, no dia 02 de Julho. Tal como a maioria dos seus personagens o seu fim foi uma tragédia pessoal e uma grande perda para a literatura.
Aqui fica o registo e o apreço pelo escritor e pelo homem que se identificou no seu tempo com povos cujos dramas conheci de perto, embora em contextos diferentes.
Martins Raposo
CV-21.07.2012

Sem comentários:

Enviar um comentário