FOI PRECISO AO HOMEM MUITO TEMPO PARA SE ELEVAR ACIMA DA NATUREZA!

TODA A ARTE É CONDICIONADA PELA SUA ÉPOCA... De Ernst Fischer
















quarta-feira, 5 de junho de 2013

                                                       GARCIA LORCA
                               UM POETA DE TALENTO GENIAL
O Poeta nasceu em Fuente de Vaqueros, perto de Granada no dia 05 de Junho de 1898 e foi barbaramente assassinado no dia 19 de Agosto de 1936. Contava apenas 38 anos de idade!
A sua obra poética foi fortemente influenciada pelos costumes e tradições  dos campesinos, dos ciganos e dos humildes com quem conviveu de perto. Nos Poemas do Canto Jondo  e Romanceiro Gitano  estão reunidos os seus melhores poemas. Depois de ter estado nos Estados Unidos alguns meses, editou um livro a que deu o nome de "Poeta en Nueva Yorque", no qual critica duramente a sociedade americana. Os poemas deste livro são escritos num estilo modernista com influências surrealistas que alguns atribuem à sua amizade com o Pintor Surrealista, Salvador Dali e com o cineasta Luís Buñuel.
A obra dramática de Garcia Lorca tem uma dimensão fantástica que em termos de valor se iguala ao da sua poesia, salientando- se as três tragédias mais conhecidas do público; "Bodas de Sangue", "Yerma" e "A Casa de Bernarda Alba".
Foi o criador do grupo "A Barraca", no qual foram representadas as suas peças de teatro.
 " Pertenceu ao Grupo Poético dos 27" no qual estavam integrados os melhores poetas da sua geração, tais como Rafael Alberti, Jorge Guillen, Luís Cernuda, entre outros.
Activista político de esquerda, defensor da República Socialista, era um homem de grande coragem que denunciou sempre as injustiças sociais e que se acentuaram  durante a guerra civil.
A pouco e pouco os fascistas liderados por Franco, Queipo de Llano, o General Mola, vão desbaratando o exercito republicano com a ajuda de Mussolini e de Adolfo Hitler. Garcia Lorca sabia ser uma dos alvos a ser atingidos pela Falange, grupo paramilitar e político que foi o causador dos maiores crimes durante e após a guerra civil. Enquanto em Madrid se travava a mais sangrenta luta entre os nacionalistas e os republicanos, o Poeta refugiou-se em Granada, sua terra natal.
Na  fatídica madrugada do dia 18 de Agosto, Garcia Lorca foi fuzilado e atirado para uma vala comum ao lado de muitos outros republicanos. Foi um crime hediondo, premeditado e como que para servir de exemplo aos seus  amigos e camaradas escritores e poetas que tinham defendido a República. O regime franquista tentou silenciar a obra do Poeta, nunca o conseguiu plenamente. 

Os seus Poemas e algumas das suas peças eram representadas fora  da Espanha. Com a implantação da Democracia a sua obra foi devidamente reconhecida e foram muitas as homenagens que foram prestadas por todo o país e o Poeta genial que foi Garcia Lorca foi justamente considerado como um dos melhores escritores de sempre a nível mundial.
CV- 05.06.2013
Martins Raposo
http://youtu.be/AY7t6pxpdaE

Sem comentários:

Enviar um comentário