FOI PRECISO AO HOMEM MUITO TEMPO PARA SE ELEVAR ACIMA DA NATUREZA!

TODA A ARTE É CONDICIONADA PELA SUA ÉPOCA... De Ernst Fischer
















quinta-feira, 23 de abril de 2015

PHOENIX


PHOENIX,UM DOS MAIS BELOS FILMES DO ANO!

Phoenix é um filme de Christian Petzold, pouco conhecido em Portugal, apesar de já ter feito mais de  uma dezena de filmes, entre os quais "Bárbara" premiado no Festival Internacional de Berlim, com o Urso de Prata de Melhor Director.
Phoenix, relata-nos a história de uma mulher que sobrevive a um campo de extermínio nazi desfigurada pelos ferimentos sofridos antes da libertação. Ajudada por uma amiga dedicada que a leva a fazer uma operação ao rosto por um médico altamente classificado.

A operação corre muito bem, embora se note algumas ligeiras imperfeição, aceitáveis por ambas as partes. Ainda em recuperação, confessa à amiga o desejo de procurar o marido que alguns sabem ter sobrevivido. A Amiga diz-lhe que o não deve fazer e informa-a de que o verdadeiro culpado da sua prisão foi o marido, aparentemente para se salvar, denunciou-a à Gestapo.


Nelly, assim se chama a principal personagem deste drama, ainda ama o marido e começa por procurá-lo nos bares que ambos tinham actuado em tempos, ela como cantora e ele como pianista. Persistente na sua procura, acaba por o encontrar a servir como arrumador num bar chamado Phoenix que até ficava muito próximo da sua casa semi-destruída pelos efeitos da guerra.

Ela entra no bar, e logo o reconhece e se lhe dirige alegremente chamando-o por Johnny. Este volta-se lentamente para a pessoa que o chama, mas fica-se impassível e de facto não reconhece esta mulher ainda com algumas mazelas da operação. Pela sua reacção se verifica que ele tem a certeza que Nelly a sua mulher foi assassinada pelos nazis,

Nelly não desiste e apesar dos avisos da amiga, volta ao bar e tenta mais uma vez aproximar-se de Johnny chamando-o pelo nome que ele diz não ser o seu. Esta insistência leva este homem a gizar um plano maquiavélico para se apoderar da fortuna que a família tinha e de que não havia mais herdeiros. Apesar da certeza que tinha de que esta mulher que ali tinha à sua frente não podia ser a sua mulher, notava-lhe algumas semelhanças que bem poderiam servir para a seu plano que começou de imediato a por em prática.
O filme apresenta-nos estas duas pessoas, cada uma com um plano diferente. Nelly continua apaixonada pelo marido e insiste em fazer com que ele a reconheça e ao mesmo tempo procura saber se o marido ainda a amava. Johnny, por seu lado ambiciona fazer com que esta mulher se transforme em todos os aspectos, tanto no seu visual como na forma de vestir com a finalidade de encenar um encontro com os seus antigos amigos, para caucionar o seu plano.
Nelly corre a informar a Amiga, convencida que apesar da farsa improvisada Johnny acabará por se apaixonar por ela. Para seu desgosto a Amiga tinha posto fim à sua vida, amargurada com o mundo e por não ter conseguido afasta-la daquele homem que ela sabia ser um criminoso. Ela revê os papeis deixados pela Amiga e entre eles o documento assinado por Johnny pedindo o divórcio logo a seguir à sua prisão. Foi a machadada final no seu grande sonho e mostrando de forma muito cruel o verdadeiro rosto daquele homem de quem nunca tinha deixado de amar.
Ela vai cumprir o combinado, chega a Berlim num comboio e apresenta-se aos amigos que de facto a reconhecem como a verdadeira Nelly e a seu convite vão para um bar fazer uma pequena festa. Leva Johnny junto a um piano e desafia-o a acompanhá-la numa das suas canções preferidas, "Speak Low". Assim que Nelly começa a cantar, elevando a sua voz natural, o homem fica aterrorizado com a realidade que lhe entra finalmente nos olhos, aquela voz era a de sua mulher. Parou de tocar e ficou lívido a olhar para ela com espanto, percebendo que todos os seus planos ruíam naquele momento ficando sem defesa dos seus actos criminosos.
 
Ela sai da sala, certamente ainda em sofrimento, mas completamente livre daquela gente que sabia o que o marido lhe tinha feito e a aceitavam com cinismo e hipocrisia, sem vergonha da sua cumplicidade. Com o tempo ela esqueceria este homem malvado, que tinha sido seu marido!

A personagem principal deste grande filme, chama-se Nina Hoss que já entrou em quatro filmes de Christian Petzold e ganhou o Urso de Prata para a Melhor Artista em 2012, pela sua interpretação no filme "Yella". O seu parceiro neste filme, Ronald Zehrfeld, é também um bom actor de cinema alemão, o mesmo se pode dizer de Nina Kunzendorf que representa a Amiga de Nelly.

 
 
É preciso coragem, fazer um Filme que nos apresenta com um realismo surpreendente algumas das sequelas provocadas pela guerra provocada pelo seu próprio país.

A Sala do Monumental é acolhedora e geralmente apresenta bons filmes. Este vai ser com toda a certeza um dos melhores Filmes do ano. Ainda bem que resolvemos ver Phoenix, um filme que dificilmente esqueceremos.

CV - 21.04.2015

Martins Raposo

Sem comentários:

Enviar um comentário