FOI PRECISO AO HOMEM MUITO TEMPO PARA SE ELEVAR ACIMA DA NATUREZA!

TODA A ARTE É CONDICIONADA PELA SUA ÉPOCA... De Ernst Fischer
















domingo, 21 de agosto de 2016


 
NUNCA TIVE ÍDOLOS?Tenho quase a certeza de nunca ter tido ídolos, a não ser na juventude, ter colecionado cromos de Artistas de Cinema de que hoje não me lembro de parte dos nomes. Confesso que já tenho deslizes na linguagem ao distinguir certos compositores e intérpretes de música, e, a palavra "ídolos" pode ter surgido em alguns casos. Na verdade tanto na música, como em qualquer das outras artes, tenho gostos generalistas e muito ecléticos, adorando o seu trabalho, o estilo e o engenho de cada um. De resto, nada mais, nem filósofos, nem escritores e poetas, nem compositores ou intérpretes, nada. Dos políticos e de outras personagens históricas, nenhum me seduz a tal ponto.



Já o mesmo não posso dizer, sobre as minhas referências que são variadas e em todas as áreas da Cultura, do Conhecimento Humano e da Política em geral. Alguns desses casos já os divulguei em crónicas anteriores.
Vem tudo isto a propósito das Homenagens que em determinados países e muito em particular em Cuba, estão acontecendo sobre o 90º. Aniversário de Fidel de Castro. Ele é um dos políticos que tenho acompanhado desde libertou o seu País da Ditadura de Fulgêncio Batista. A sua vida é uma verdadeira odisseia que o seu Povo acompanhou e apoiou desde a sua luta de guerrilheiro até hoje.

Merece que os jovens de Hoje, estudem a sua história e do seu Povo que com toda a certeza vai perdurar para todo o sempre. Não quero, me devo fazer comparações e qualquer crítica à sua governação eu deixo para os profissionais do ofício.



No meu modesto entender das coisas do mundo, Fidel e o seu Povo enfrentaram todo o tipo de acções de guerra e confrontação política agressiva. A seu lado, está a maior potência militar com os meios mais sofisticados em armamento e poder económico do mundo. Os Governos dos Estados Unidos, sejam os republicados ou os ditos "democratas", todos têm empregue todos os meios para destruir o único País Socialista das Américas, Foi no Governo de Kennedy que os Americanos invadiram Cuba na Baía dos Porcos sem qualquer sucesso e com perdas consideráveis.

O Presidente Obama (de quem muita gente foi enganada), conseguiu, não sem muita dificuldade, avançar pequeníssimos passos de aproximação, mas também será rapidamente esquecido, pela sua falta de coragem e vontade política, vai-se embora com a promessa por cumprir de abandonar o tristemente campo de concentração de Guantánamo que com uma prepotência que se sobrepões a todas as vontades, os Estados Unidos mantêm em solo Cubano. Uma vergonha para as Nações Unidas e para o Mundo que incompreensivelmente se calam contra mais esta atitude agressiva dos USA.

O Povo Cubano tem apoiado massivamente os seus governantes, nesta luta de resistência e mais cedo ou mais tarde, também esta justa reivindicação será atendida. Fidel esteve sempre na frente dessa luta, primeiro pela libertação e democratização  e depois pela longa luta contra o Imperialismo Americano que continua a manter o bloqueio económico.

Por tudo isto a minha inteira solidariedade com o Povo Cubano e a minha singela homenagem a essa grande figura, já histórica, chamada FIDEL DE CASTRO. Hasta Siempre Camarada.

São Martinho do Porto, Agosto de 2016

Martins Raposo

NOTA À MARGEM: Tenho todo o direito de humanamente estar errado, mas quase tenho a certeza, de que se Fidel de Castro, tivesse sido o Presidente da URSS, o Povo Russo nunca teria abandonado o Socialismo .

 

 





 

Sem comentários:

Enviar um comentário