FOI PRECISO AO HOMEM MUITO TEMPO PARA SE ELEVAR ACIMA DA NATUREZA!

TODA A ARTE É CONDICIONADA PELA SUA ÉPOCA... De Ernst Fischer
















segunda-feira, 24 de abril de 2017


Eleições em França 2017

Realizaram-se ontem dia 23 de Abril, as Eleições Presidenciais Francesas que deram resultados muito desfavoráveis aos interesses dos franceses. O que é triste é vermos de novo o Povo francês que tinha a obrigação de ser um dos mais informados e cultos do mundo,  a exercer tão mal o seu direito de voto, repetindo os mesmos erros de um passado bem recente. Marion Le Pen, representa o pior que existe em França, representante de um Partido da ultradireita e xenófoba, com laços muito fortes ao mundo da finança a tudo o que o Capitalismo tem de mal.


Emanuel Macron, é o representante puro e duro do sistema, neoliberalista, oportunista, ambicioso e exibicionista. É um feroz defensor da austeridade e de uma Europa a duas velocidades, com defende Ângela Merkel.


 O resultado destas eleições são prejudiciais para o futuro da França e para todos os Países do Sul da Europa. Os Franceses renegam mais uma vez a sua história gloriosa sempre que foi defensora da Igualdade, da Fraternidade e da Solidariedade. Os franceses cometeram o mesmo erro dos Americanos que deviam ter vergonha de terem eleito um narcisista mórbido e perigoso esquizofrénico capaz das piores loucuras. Pobre França que filhos tão mal formados e alienados tem.
Estes dois foram escolhidos, a votação deu o 3º. lugar François Filon que representa o Partido Republicano de Direita, também não era grande escolha.
Em 4º. lugar ficou Jean-Luc Ménlenchon que deveria ter sido a escolha dos Franceses, é um homem de esquerda e coerente com os seus ideais o que seria muito bom para os Trabalhadores e o Povo Francês. Como foi dito acima os eleitores continuam desinformados e pouco esclarecidos sobre como se deve escolher o melhor candidato. Não é só pelo Programa, apesar deste ser uma peça importante. Tem também de se conhgecer o seu percurso político, o que não é assim tão difícil. Mas lá como aqui as pessoas vivem alienadas pelos meios de comunicação que estão todos comprometidos com o grande capital que é o que sustenta o sistema. A luta continua muito difícil!
24 de Abril de 2017
Martins Raposo

Castelo de Vide, 24 de Abril de 2017

Martins Raposo

Sem comentários:

Enviar um comentário