FOI PRECISO AO HOMEM MUITO TEMPO PARA SE ELEVAR ACIMA DA NATUREZA!

TODA A ARTE É CONDICIONADA PELA SUA ÉPOCA... De Ernst Fischer
















sexta-feira, 14 de julho de 2017


GUIÃO APRESENTAÇÃO CANDIDATOS
DA
CDU - CASTELO DE VIDE
 
Caras e caros amigos e camaradas, obrigado a todos por terem vindo a este que é o primeiro acto público da CDU no concelho de Castelo de Vide, no âmbito da preparação das Eleições Autárquicas a realizar no próximo dia 1 de Outubro.

Vamos dar início a esta Sessão, informando que lamentavelmente devido a uma operação de urgência, não pode estar presente, o Camarada Manuel Frenando Synarle de Serpa Soares, Mandatário da Candidatura CDU.
O nosso Mandatário Concelhio não pode estar presente por motivos de saúde.

Chamo de seguida para a mesa:
Alcino Viriato Maniés Bugalho, cabeça de lista à Assembleia de Freguesia de São Tiago Maior;

 Amândio de Alegria Patacas, cabeça de lista à Assembleia de Freguesia de São João Baptista;

 Maria Alice Aurélio Vaz de Carvalho Alves, cabeça de lista à Assembleia de Freguesia de Santa Maria da Devesa;

 Nuno José Martins Fidalgo, cabeça de lista à Assembleia de Freguesia de Póvoa e Meadas;

 José António Martins Raposo, cabeça de lista à Assembleia Municipal de Castelo de Vide;

 Raquel Isabel Pinto Vaz Raimundo, cabeça de lista à Câmara Municipal de Castelo de Vide.

                                         
Chamo ainda:
Rogério Duarte Silva, responsável pela Organização Concelhia de Castelo de Vide e pela Organização Regional de Portalegre, Membro do Secretariado da DORPOR e do Comité Central do PCP;
Manuela Cunha, Membro do Conselho Nacional e da Comissão Executiva do Partido Ecologista "Os Verdes"
Armindo Miranda, membro da Comissão Política do Comité Central do PCP
Passo agora às apresentações:
É Cabeça de Lista à Assembleia Municipal de Castelo de Vide
José António Martins Raposo
Nasceu em Castelo de Vide, a 14 de Dezembro de 1941.
Está casado com Cidália Maria Alagoa Carreira Raposo, têm um filho e uma neta.
Em 1960, inscreveu-se como aluno da Escola Comercial e Industrial Júlio das Neves até ao 2º ano do Curso Geral do Comércio, terminou o mesmo na Escola Comercial Vicente Ferreira- Luanda. Tem a frequência do 3º. Ano do Instituto Comercial/Contabilidade. Tirou o Curso de Gestor, no Instituto de Formação Bancária-Lisboa.
Em 1960, fez exame como músico, na Banda Militar do Regimento de Infantaria 15 em Tomar. Dois anos depois, foi transferido para a Banda Militar do Regimento de Infantaria de Luanda.
Foi Funcionário da Comfabril (Filial da CUF) em Luanda e em 1968 entrou como Funcionário do Banco Pinto & Sotto Mayor - Filial de Angola. Em 1975,  foi nomeado gestor da N.E.A. - Nova Editorial Angolana, em representação do BPSM. Foi reintegrado no mesmo Banco em Portugal no ano de 1978, tendo optado por trabalhar na Agência do Couço e anos mais tarde pediu a transferência para Sesimbra onde se manteve até à sua reforma.
Foi dirigente de diversas Associações Culturais e Desportivas. Tirou vários Cursos ligados ao Associativismo. Em 1985, concluiu o Curso de Agente de Desenvolvimento Sociocultural no Centro Regional de Santarém. Foi coo-autor do Diagnóstico Socioeconómico e Cultural do Distrito de Santarém. Foi um dos dirigentes fundadores da Associação dos Amigos do Concelho de Coruche e do Rancho Folclórico "Os Malmequeres do Sorraia". Pertenceu à Direcção da Banda Filarmónica de Sesimbra.
Fez parte da Direcção da Associação de Amizade Portugal-URSS (mais tarde com o nome de Associação de Amizade Yuri Gagarine) foi um dos fundadores dos núcleos de Coruche e de Sesimbra desta Associação
Regressado a Castelo de Vide em 2000, foi convidado e eleito para a Direcção da Associação de Pais e posteriormente para a Direcção da Banda União Artística, sendo em simultâneo integrado como músico da Banda de Música. Em 2002 foi eleito para a Direcção do Grupo de Amigos de Castelo de Vide, sendo nesta data, o Presidente do Conselho Fiscal. Pertence desde 2009, aos Corpos Sociais da Santa Casa da Misericórdia de Castelo de Vide, exercendo o cargo de 1º. Secretário da Assembleia Geral.
Foi dirigente sindical desde 1970 até ao ano de 1995. Pertenceu à primeira Direcção do Sindicato dos Bancários de Angola, logo após o 25 de Abril de 1974.
É membro do PCP desde o ano de 1978. Desempenhou várias tarefas de responsável no Couço, Coruche, Sesimbra e em Castelo de Vide.
Em 1979, foi eleito pela CDU, para a Assembleia Municipal de Coruche até ao ano de 1982. Neste ano foi candidato da CDU à Câmara Municipal . Com a Lei 100/84 entrou como Vereador a tempo inteiro com o pelouro da Educação, Acção Social, Juventude e Desportos. Em 1988 pediu a suspensão do mandato por motivos familiares e profissionais.
Foi membro da Assembleia Municipal de Sesimbra, desde o ano de 1989 até às eleições de 1997, exercendo o cargo de Coordenador da Comissão de Educação, Juventude e Segurança Social.
Nas eleições de 1997 e de 2001, foi candidato pela CDU, à Câmara Municipal de Castelo de Vide.

 Feita a apresentação, convido para intervir, o Camarada José António Martins Raposo, cabeça de lista à Assembleia Municipal de Castelo de Vide;

 É Cabeça de Lista à Câmara Municipal de Castelo de Vide;
Raquel Isabel Pinto Vaz Raimundo
 
 
Raquel Isabel Pinto Vaz Raimundo, nascida a 16-12-1983, 33 anos, 1 filho.

Operadora especializada na empresa Pingo Doce S.A.

Militante da JCP- Juventude Comunista Portuguesa até 2015 e membro da Comissão de Concelhia do PCP de Castelo de Vide.

Dirigente sindical do CESP- Sindicato dos trabalhadores do comércio, escritórios e serviços de Portugal/CGTP-IN.

Membro do Conselho Nacional e da Direcção Regional do CESP/CGTP-IN.

Membro do Secretariado Nacional do Pingo Doce do CESP/CGTP-IN.

Coordenadora do CESP para o Alentejo da CIMH/CGTP-IN (Comissão para a Igualdade entre Mulheres e Homens).

Feita a apresentação, convido a intervir, a camarada Raquel Isabel Vaz Raimundo, cabeça de lista à Câmara Municipal de Castelo de Vide.

 AMINHAMENSAGEM
Carosamigosecamaradas,foicomimensoorgulhoquerecebioconvitedaCDU,paraseracandidataapresidênciadacâmaramunicipaldecastelodevide,naspróximaseleiçõesautárquicasaterlugarnodia1deoutubro.

DepoisdealgumareflexãoponderadafacearesponsabilidadedocargofoimegarantidooapoioincondicionaldetodososmembrosdopartidoedaCDUdecastelodevideoquecontribuiuparaaceitarohonrosoconvite.

EstouhojeaquiperantetodosparavosafirmarqueestoutotalmenteempenhadaadesenvolvercomdignidadeeempenhooprojetodaCDUparaoconcelhodecastelodevide.

Comprometo-me,adefenderealutarpelasmelhorescondiçõesdevidadetodaapopulação,defendendoasuaparticipação,osserviçospúblicoseosdireitosdostrabalhadores.

Comprometo-me,alutarporumavidamelhorparaosjovens,asmulhereseosidosos,tentoemcontaaculturaeoempregocomsegurançaquerespeitoasleiseodireitoaotrabalho,combatendoograndeflagelodaprecariedadequetantotemprejudicadoosnossosjovens.

Comprometo-meadefenderoassociativismo,comosapoioseincentivosequitativos,necessáriosaumamelhoraplicaçãodosPlanosdeActividade,privilegiandoosjovensquetrabalhamnovoluntariadoequecontribuemparaodesenvolvimentocultural,desportivoeeconómico-socialdoConcelho.OmesmodeveserfeitoemrelaçãoàsIPSS.

OprogramadaCDUnascedeumcoletivoquetemoseuprojetodistintivodetodasasoutrasforçaspolíticas.

OnossoProgramaEleitoralvaitercomobaseumaamplaauscultaçãodapopulaçãoqueresidenoConcelho,respeitandoosanseios,assugestõeseaspropostasobjectivasquetenhamemcontaodesenvolvimentoharmonioso,económicoesocialquecontribuaparamelhorarascondiçõesdosTrabalhadores,dosPequenoseMédiosAgricultores,industriaisedocomercioemgeral.

PropomosquesejareestruturadoonossomíseroParqueIndustrial,criandocondiçõeseincentivosparaquesejaminstaladaspequenasemédiasempresas,tendocomofimacriaçãodeempregosdequeajuventudeestáhámuitosanosnecessitada.

Adesertificaçãonanossaterraéoresultadodafaltadeumverdadeiroprojectopolítico,económicoesocialquenãotemtidoacapacidadeeavontadepolíticaparainverterestadegradantesituação.

OTurismoquedefendemostemqueestarassentenumprojectosustentávelnoqualosagenteseapopulaçãoestejaintegradaebeneficiedosseusefeitos.

Anossalindaterrabeneficiadeummicro-sistemaclimatéricoquecontribuiparaaexistênciadeumaagradávelzonaflorestaledeumapaisagemnaturalquejáfoinoutrostemposlugardedestaqueanívelnacional.Propomo-nosrealizarumPlanoderecuperaçãoambientalquesetemvindoadegradarnosúltimosanosequetambémprejudicaoturismo.

Propomo-nosapoiarasEscolasdoConcelhoporquedefendemosaEscolaPúblicaetemosnaEducaçãoumadasgrandesprioridadesdonossoPrograma.

ACDUfazfaltaemCastelodeVide!ContamoscomumforteapoiodapopulaçãoparaconcretizarosnossosobjectivosquevisamaumentaravotaçãoeoscandidatosemtodososÓrgãosAutárquicosdoConcelhocontribuindoparaalterarfinalmenteosistemadasmaioriasabsolutasquetantoprejuízotêmdadoparaoempobrecimentodaclassesmaisdesprotegidas.

 

Propomo-nos apoiar as Escolas do Concelho porque defendemos a Escola Pública e temos na Educação uma das grandes prioridades do nosso
A CDU faz falta em Castelo de Vide! Contamos com um forte apoio da população para concretizar os nossos objectivos que visam aumentar a votação e os candidatos em todos os Órgãos Autárquicos do Concelho contribuindo para alterar finalmente o sistema das maiorias absolutas que tanto prejuízo têm dado para o empobrecimento da classes mais desprotPara finalizar esta iniciativa, convido a intervir, o Camarada  Armindo Miranda, membro da Comissão Política do Comité Central do PCP.

Assim terminamos a nossa iniciativa, apelando a todos que participem activamente na campanha que se avizinha, porque uma CDU reforçada é garantia de mais e melhor trabalho em prol da população de Castelo de Vide.
Convido-os de seguida para um "Castelo de Vide de honra".
Viva o Concelho de Castelo de Vide!
Viva a CDU!Doce S.A.
Militante da JCP- Juventude Comunista Portuguesa até 2015 e membro da Comissão Concelhia do PCP de Castelo de Vide.
Dirigente sindical do CESP- Sindicato dos trabalhadores do comércio, escritórios e serviços de Portugal/CGTP-IN.
Membro do Conselho Nacional e da Direcção Regional do CESP/CGTP-IN.
Membro do Secretariado Nacional do Pingo Doce do CESP/CGTP-IN.
Coordenadora do CESP para o Alentejo da CIMH/CGTP-IN (Comissão para a Igualdade entre Mulheres e Homens).


 

 

 

 

 

Caros amigos e camaradas, foi com imenso orgulho que recebi o convite da CDU, para ser a candidata a presidência da câmara municipal de castelo de vide, nas próximas eleições autárquicas a ter lugar no dia 1 de outubro.

Depois de alguma reflexão ponderada face a responsabilidade do cargo foi me garantido o apoio incondicional de todos os membros do partido e da CDU de castelo de vide o que contribuiu para aceitar o honroso convite.

Estou hoje aqui perante todos para vos afirmar que estou totalmente empenhada a desenvolver com dignidade e empenho o projeto da CDU para o concelho de castelo de vide.

Comprometo -me, a defender e a lutar pelas melhores condições de vida de toda a população, defendendo  a sua participação, os serviços públicos e os direitos dos trabalhadores.

Comprometo -me, a lutar por uma vida melhor para os jovens, as mulheres e os idosos, tento em conta a cultura e o emprego com segurança que respeito as leis e o direito ao trabalho, combatendo o grande flagelo da precariedade que tanto tem prejudicado os nossos jovens.

Comprometo -me a defender o associativismo, com os apoios e incentivos equitativos, necessários a uma melhor aplicação dos Planos de Actividade, privilegiando os jovens que trabalham no voluntariado e que contribuem para o desenvolvimento cultural,  desportivo e económico-social do Concelho. O mesmo deve ser feito em relação às IPSS.

O programa da CDU nasce de um coletivo que tem o seu projeto distintivo de todas as outras forças políticas.

O nosso Programa Eleitoral vai ter como base uma ampla auscultação da população que reside no Concelho, respeitando os anseios, as sugestões e as propostas objectivas que tenham em conta o desenvolvimento harmonioso, económico e social que contribua para melhorar as condições dos Trabalhadores, dos Pequenos e Médios Agricultores, industriais e do comercio em geral.

Propomos que seja reestruturado o nosso mísero Parque Industrial, criando condições e incentivos para que sejam instaladas pequenas e médias empresas, tendo como fim a criação de empregos de que a juventude está há muitos anos necessitada.

A desertificação na nossa terra é o resultado da falta de um verdadeiro projecto político, económico e social que não tem tido a capacidade e a vontade política para inverter esta degradante situação.

O Turismo que defendemos tem que estar assente num projecto sustentável no qual os agentes e a população esteja integrada e beneficie dos seus efeitos.  

A nossa linda terra beneficia de um micro-sistema climatérico  que contribui para a existência de uma agradável zona florestal e de uma paisagem  natural que já foi noutros tempos lugar de destaque a nível nacional. Propomo-nos realizar um Plano de recuperação ambiental que se tem vindo a degradar nos últimos anos e que também prejudica o turismo.

 

Sem comentários:

Enviar um comentário